Buscar
  • Mario Teixeira

Movimento Apoie um Restaurante, da Stella Artois, faz um balanço da ação

Gerente de Marketing da Stella Artois, Rodolfo Carvalho, faz um balanço do Movimento #apoieumrestaurante, que começou em março, e diz que ação continua no país

A pandemia de Covid-19 trouxe uma nova realidade para o segmento de Gastronomia no mundo. Com o fechamento dos salões, os restaurantes que não tinham um sistema de delivery bem estruturado acabaram sofrendo mais, sendo que muitos não conseguiram esperar a retomada das atividades. Sem conseguir crédito junto ao governo, tendo que arcar com salários dos profissionais e as contas, que não ficaram congeladas, as empresas se apegaram a todas as ações que pudessem ajudar a passar por um período de incertezas.


Apoie um Restaurante nasceu em março como um movimento criado por Stella Artois para ajudar restaurantes de todo o Brasil e, depois de uma grande adesão do público e dos estabelecimentos, passou a apoiar também bares, cafeterias e confeitarias em parceria com a Nestlé e a Nespresso. Desde o início da recomendação para que as pessoas fiquem em casa, a rotina dos brasileiros mudou bruscamente e afetou diretamente uma série de pequenos negócios, que passaram a funcionar parcialmente ou até mesmo paralisaram suas atividades durante o período. A iniciativa foi criada a partir da ideia de apoiar financeiramente esses restaurantes por meio da venda de vouchers para uso presencial no futuro, para que eles possam passar por esse momento e não precisem fechar as portas de modo definitivo.


Com o início do processo de flexibilização em algumas cidades, o gerente de Marketing da Stella Artois, Rodolfo Carvalho, posicionou o momento da campanha em entrevista exclusiva para o ALIMENTO & AÇÃO.


Alimento & Ação - Há algum balanço das inscrições, não apenas no Rio, mas em todo o Brasil?


Rodolfo Carvalho - Apoie Um Restaurante tem sido um projeto muito especial para Stella Artois, que já mantém há anos uma relação de proximidade com a comunidade da gastronomia no Brasil. O Rio de Janeiro é um mercado relevante para a marca, já que reúne talentos grandes e promissores do segmento. A adesão dos cariocas tem sido super bacana e relevante: só no estado do Rio tivemos, desde o início do projeto, 534 estabelecimentos cadastrados na plataforma, entre eles restaurantes, bares, cafeterias e confeitarias. De modo geral a iniciativa alcançou diversas regiões do Brasil, reunindo estabelecimentos de todos os estados – foram quase 5,3 mil estabelecimentos aderindo à iniciativa para vender seus vouchers, sendo que quase 4,4 mil deles foram beneficiados graças à adesão do público. Foram vendidos mais de 136,4 mil vouchers, sempre com 50% de desconto para o consumidor.


Alimento & Ação - Nas cidades onde a flexibilização já ocorreu, como no Rio de Janeiro, quantos vouchers já foram trocados?


Rodolfo Carvalho - A troca dos vouchers é realizada diretamente entre consumidores e estabelecimentos, sempre respeitando as recomendações e protocolos de saúde e segurança, assim como as fases de flexibilização de cada região. Mas sabemos que, até o momento, já foram resgatados mais de 35 mil vouchers em todo o Brasil.


Alimento & Ação - E os restaurantes que não resistiram e acabaram fechando, o que fazer para os clientes que investiram nestes restaurantes?


Rodolfo Carvalho - Nossa ideia com a venda dos vouchers foi justamente apoiar os restaurantes e demais estabelecimentos para que uma série de pequenos negócios não precisasse fechar suas portas em definitivo. De todo modo, nós garantimos desde o início do projeto que, caso algum restaurante venha a fechar, o dinheiro do consumidor será devolvido. Caso o usuário não possa consumir seu voucher por esse motivo, ele será reembolsado no mesmo valor pago pelo item - R$ 50,00 para bares e restaurantes, R$ 35,00 para confeitarias e R$ 10,00 para cafeterias.


Alimento & Ação - Em termos globais, quanto rendeu o movimento até agora?


Rodolfo Carvalho - O sucesso de Apoie Um Restaurante foi tão grande que Stella levou o modelo do projeto para mercados como África do Sul, Argentina, Bélgica, Canadá, Chile, México, Paraguai, Peru e Reino Unido. Só no Brasil, foram mais de R$ 10 milhões destinados para apoiar os restaurantes, bares, confeitarias e cafeterias.


Alimento & Ação - Há algum segundo momento da campanha nas cidades que ainda estão em quarentena?


Rodolfo Carvalho - Começamos em março com 40 mil vouchers que se esgotaram em duas semanas, então fomos aumentando progressivamente a quantidade de cupons no site conforme a iniciativa evoluía com a participação do público e dos estabelecimentos, chegando a um total de 150 mil vouchers disponibilizados no site. E a campanha ainda segue rolando, com mais de 13 mil vouchers no ar para quem ainda quer apoiar os estabelecimentos cadastrados.



15 visualizações
  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter

© 2020 por Mario Teixeira